Estresse e dores na lombar: qual a relação?

Vivemos dias corridos que parecem não darem conta da nossa demanda. Cada vez mais atarefados, somos submetidos a altas cargas de trabalho e atividades no geral que nos fazem sair de uma estabilidade biológica. Algumas atividades são até mesmo de lazer, porém não permitem nosso corpo descansar como necessitamos. Toda essa dinâmica diária provoca uma cadeia de reações no nosso corpo que podem dar sinais de alerta através das dores na lombar. Mas qual a relação das dores lombares e o estresse? Segundo a fisiologia, nosso corpo libera alguns hormônios -chamados de hormônios do estresse- que alteram os dados vitais do nosso organismo. A frequência respiratória é um deles e é alterada especificamente pela adrenalina. O diafragma, principal músculo da inspiração, é inserido justamente em regiões da coluna que frequentemente há queixa de dores: vértebras torácicas T11 e T12 e nas lombares L1, L2, L3. Com a alteração da frequência respiratória, o trabalho do diafragma é aumentado e por consequência as dores na lombar podem surgir. Por ter como um princípio trabalhar a respiração, o Pilates atua diretamente na consciência respiratória, no recrutamento e fortalecimento da musculatura respiratória (diafragma). Dessa forma, os exercícios propostos pelo Pilates fazem com que mesmo em meio ao estresse, o nosso corpo tenha um diafragma fortalecido, não sobrecarregando a musculatura da lombar e assim as dores podem ser eliminadas. Pratique Pilates e sinta diariamente as mudanças no seu corpo!

PATRICIA VELOSO SOARES GUIMARAES

FISIOTERAPEUTA AÇÃO&SAÚDE

CREFITO-MG 173193F

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

clear formSubmit